17º Rio das Ostras Jazz & Blues | Edição 2021



De 12 a 15 de novembro, o balneário receberá a 17ª edição do Rio das Ostras Jazz & Blues Festival. Os shows, todos gratuitos, acontecerão em palcos localizados na Praça São Pedro (11h15), Lagoa de Iriry (14h30), Boca da Barra (17h15) e Costazul (20h). Serão mais de 30 shows nacionais e internacionais. Os shows se revezarão nos palcos, iniciando às 11h e terminando às 02h de cada dia.



Também fazem parte da programação do Festival workshops, palestras e oficinas com músicos e profissionais da área cultural, duas praças de alimentação com 18 restaurantes da cidade de Rio das Ostras (na área do palco principal) e área para comercialização de artesanato local com 15 stands (na área do palco principal) de ONGs ligadas a comunidades de Rio das Ostras. Paralelamente a programação do Festival temos o ESPAÇO ARTHUR MAIA, antiga CASA do JAZZ, no palco de Costazul, onde acontecem shows de novas bandas que estão se destacando na cidade de Rio das Ostras e no estado do Rio de Janeiro, com apresentações nos intervalos dos shows principais. O Festival traz ainda o Clube do Vinil, espaço onde os aficionados e colecionadores das famosas “bolachas” poderão trocar ideias, comprar e trocar seus discos.



Em 2021, teremos uma constelação de músicos internacionais e nacionais, como o incendiário guitarrista de Blues Americano Eric Gales, o lendário pianista de Blues de New Orleans-USA Jon Cleary, o guitarrista de “lap steel” norte-americano Roosevelt Collier, o recladista de jazz Dalvon Lamaar, o saxofonista Chris Potter e mais os brasileiros Hamilton de Holanda, Nico Resende, Lancaster, entre outros.



O festival é muito importante economicamente para o município e um dos caminhos para sair da crise, uma vez que potencializa a vocação de Rio das Ostras para o Turismo. Manter a qualidade das atrações dentro das nossas possibilidades atuais foi a nossa prioridade e posso afirmar que esta qualidade está refletida na programação de 2021”.



O Rio das Ostras Jazz & Blues Festival é o maior e mais importante festival do segmento na América Latina e o décimo do mundo pelas mídias especializadas, do Brasil e do USA. É um festival anual, que acontece há 18 anos na cidade de Rio das Ostras-RJ e atrai um público aproximado entre 80 e 100 mil pessoas durante 04 dias de festival, vindas de todo país e do exterior. No ano de 2021 terá sua 17ª. Edição, durante o feriado de Corpus Christi e mantendo a tradição do Festival de proporcionar música de qualidade com acesso livre, SEM COBRANÇA DE INGRESSO.





NOVIDADES DA 17ª EDIÇÃO DO FESTIVAL



• A principal novidade é que o festival ganhará mais 01 dia de shows no PALCO DE COSTAZUL (Cidade do jazz), a sexta-feira dia 12 de novembro. AGORA Serão 5 DIAS festival. Está medida foi idealizada pela Secretaria de Turismo de Rio das Ostras com o objetivo de ajudar aumentar o faturamento de restaurantes, pousadas e da renda alternativa e dar os primeiros passos para a retomada econômica da cidade de Rio das Ostras; Visando incentivar os músicos locais, umas das classes mais afetadas nesta pandemia. Nesta edição o PALCO NOVOS TALENTOS, normalmente reservado as novas bandas de todo o Brasil, será destinado somente para as bandas da cidade de Rio das Ostras, mais uma medida de ajuda aos artistas locais; Criação do palco Praia da BOCA DA BARRA: a praia da BOCA DA BARRA é considerada uma das melhores praias e um dos melhores pontos para se apreciar o pôr-do-sol de Rio das Ostras. Tem em seu entorno a vegetação da encosta da colina e um píer de madeira para barcos de pesca da colônia de pescadores Z22. Conta ainda com uma boa infraestrutura de quiosques e restaurantes. Este novo palco tem tudo para se tornar um dos palcos mais concorridos do Festival;



• Aumento do número de shows e atrações internacionais e nacionais;



• Aumento do investimento em comunicação e propaganda;



• Divulgação do Festival com dois meses de antecedência, visando dar maior visibilidade e tempo de exposição tanto do Festival, como da cidade de Rio das Ostras e dos PATROCINADORES;



• Realização do “Pré-Festival Rio das Ostras”, no espaço onde fica o palco principal que já estará montado (COSTAZUL/CIDADE DO JAZZ). Serão ações conjuntas com os PATROCINADORES e parceria do SEBRAE em atividades de cunho educacional, social e cultural que beneficiarão toda a população de Rio das Ostras e cidades vizinhas, como workshops de produção cultural, workshops com músicos, montagem de uma feira de empreendedorismo pelo SEBRAE, instalação de um stand para o PATROCINADOR para divulgação e ações de divulgação da marca ao longo do dia. Paralelamente, acontecerão shows de bandas de novos talentos da região apresentando seus trabalhos na Casa do Jazz. Com início previsto para o final de semana que antecede o Festival.





[PALCOS]



Palco 1: LAGOA IRIRY [SHOW ÀS 14:00h]- No palco da Lagoa de Iriry, o público está lado a lado com o artista em um anfiteatro circundado por vegetação típica de restinga. A Lagoa de Iriry fica no Jardim Bela Vista, em Costazul.



Palco 2: PRAIA DA BOCA DA BARRA (shows às 17h15) Praia de enseada perfeita para banho. Local onde ficam os pequenos barcos e as redes de pesca, que ajudam a compor a belíssima paisagem. De lá pode-se ter uma das melhores vistas do pôr-do-sol de Rio das Ostras. Conta também com uma infraestrutura de quiosques e restaurantes, que passaram recentemente por um processo de revitalização.



Palco Principal de COSTAZUL [SHOWS a partir das 20h] - Palco principal do festival, abriga uma praça de alimentação com restaurantes e bares, quiosques de produtos artesanais da cidade, venda de CDs, revistas e camisetas e telão que transmite os shows ao vivo, uma área especial de acessibilidade e área para motorhomes. Ainda em Costazul, há o Espaço Arthur Maia antiga Casa do Jazz e do Blues, no espaço, shows de bandas locais e exposições.



Espaço Arthur Maia antiga Casa do Jazz (no palco de Costazul) - com shows de novas bandas que estão se destacando no Estado do Rio de Janeiro, com apresentações nos intervalos dos shows principais. Teremos também a presença do CLUBE DO VINIL espaço onde os aficionados, sócios e colecionadores das fomosas "BOLACHAS" poderão trocar idéias, comprar, trocar seus discos tudo regado ao som de DJ's.



[RESULTADOS]



O objetivo de levar música de qualidade a todas as camadas da população nos últimos 17 anos de existência do Festival foi ratificado pela Prefeitura, juntamente com o Rio das Ostras Convention & Visitors Bureau, SEBRAE e a Fundação Getúlio Vargas, apontou que foram injetados em média 9 milhões de reais na economia do município a cada edição durante o período do festival.



O Festival registra o índice de 98% de aprovação do público presente, sendo que 96% deste público pretende voltar à Rio das Ostras em outras épocas do ano. Estre resultado consolida a meta do FESTIVAL de gerar RECEITA, TURISMO e ATIVIDADES SOCIAIS, apontando alternativas para a cidade e mostrando que, diante da crise do Petróleo que afetou todo o Estado do RJ, o caminho a seguir é ‘O TURISTÍCO’. Como já mencionado, o impacto econômico promovido pelo Festival é muito grande. Um verdadeiro sucesso.



O festival, realizado pela Azul Produções com o apoio da prefeitura da cidade de Rio das Ostras, através da Secretaria de Cultura, faz parte do calendário oficial de eventos do Estado do Rio de Janeiro, devido a sua importância.



 
Portuguese Afrikaans Arabic Bulgarian Chinese (Traditional) Dutch English French German Greek Hebrew Italian Japanese Korean Russian Spanish Swedish

festival

Apontado pelos críticos como um dos melhores festivais do gênero no mundo, o Rio das Ostras Jazz & Blues Festival chega à sua décima sétima edição. Este ano o Festival será realizado entre os dias 12 a 15 de novembro, com uma seleção dos melhores instrumentistas e intérpretes da atualidade, que se apresentarão em palcos montados ao ar livre, com shows gratuitos.


Desde a sua criação em 2003, o Rio das Ostras Jazz&Blues Festival realizou mais de 550 shows, 100 palestras e workshops para cerca de 1 milhão de espectadores, estimulando o interesse pela música de alta qualidade e criando oportunidades para o público conferir de perto alguns dos maiores nomes do Jazz, Blues e da música instrumental nacional e internacional. Durante todo esse período o Festival manteve-se fiel à sua proposta inicial que é focada em formar público, alavancar o turismo, gerar renda, atrair negócios, ofertar cultura, democratizar o acesso ao bem cultural por meio de sua total GRATUIDADE e fomentar a economia através de sua continuidade, o que foi comprovado por estudos feitos pela FGV-RJ por quatro anos, bem como assumir a responsabilidade social de estender suas ações para além dos palcos, criando parcerias em projetos culturais e sociais ao longo do ano. Todos os objetivos foram e continuam sendo alcançados.


O festival, realizado pela Azul Produções com o apoio da prefeitura da cidade de Rio das Ostras, através da Secretaria de Cultura, faz parte do calendário oficial de eventos do Estado do Rio de Janeiro, devido a sua importância.